A Vida Como Ela Foi

14 mar • A Vida como ela foiNenhum comentário em A Vida Como Ela Foi

O avental da Independência

     Falar em pijama de hospital. Certa vez, o meu grande e falecido amigo Melchiades Stricher estava internado na Beneficência Portuguesa de Porto Alegre convalescendo de uma cirurgia para desentupir a carótida. Como ele fazia esse procedimento pelo menos uma vez por ano, já estava acostumado. Levava na boa. Mas sempre no Hospital Ernesto Dornelles, que, desta vez, não tinha vaga. Coloraram-no com outro paciente no quarto, que estava em estado crítico.

     Se havia uma coisa que o Melchíades “Nada Pessoal” Stricher detestava era ver paciente sofrendo ao seu lado. Era madrugada alta e, de repente, o colega piorou a olhos vistos. Em pânico, Mel acionou a campainha que alertava a enfermagem. Como demoraram, ele não teve dúvida: saiu para a rua com aquela vestimenta esvoaçando e se plantou no meio da avenida Independência acenando para os táxis que passavam. Levou horas até um parar.

      Mel deu seu endereço residencial. No trajeto, o taxista comentou a causa óbvia dos colegas não pararem.

    – Olha, você vai me desculpar, mas com esse avental aberto atrás, com a bunda de fora, certamente, foi confundido por um louco que fugiu dos hospício.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »