A perna que levanta

30 mai • A Vida como ela foiNenhum comentário em A perna que levanta

Minhas rugas de preocupação vêm aumentando, não só pelos anos que passam, mas por causa dos acontecimentos últimos. Não existe Brasil grátis. Do ponto de vista meramente orgânico, físico, existem produtos como o ácido L-poliláctico (PLLA), um bioestimulador de colágeno, injetável, conhecido como Sculptra, que pretende ser novidade nesse campo.

Hoje se usa laser (sigla para light amplification by stimulated emition of radiation) com grandes resultados, diferentemente dos primeiros anos das cirurgias plásticas massificadas. Houve casos deploráveis, com socialite esticando a pele até o ponto de deformação. Lembro de um artigo escrito por um cirurgião plástico que condenava esses procedimentos. Começava assim: “Uma mulher que faz plástica fica com cara de quem fez uma operação plástica”. Ou seja, se vê o resultado (desses exageros) até nas barrancas do Rio Caí.

Lembro de uma senhora altamente qualificada – do ponto de vista de conta bancária – que fez uma. Estávamos em uma vernissage, moda dos anos 1970, quando ela entrou. Ficou de pé e nem mesmo abriu um sorriso, séria. Comentário de um colunista social:

– Ela não pode sentar, não tem como. E se rir, levanta uma das pernas.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »