• A compra de discernimento

    Publicado por: • 17 ago • Publicado em: A Vida como ela foi

    Foi assim que o Lenhada iniciou sua conversa na roda de cafezinho do Café Comercial:
    – Ultimamente, tenho comprado muito discernimento. Acho que já tenho pelo menos uma dúzia.
    O Nelson, que estava com a xícara nos lábios, interrompeu o cerimonial. O Lenhada, assim chamado porque costumava terminar suas frases eloquentes com um “É lenhadaaa!”, fosse qual fosse o assunto. Alguma coisa ou gíria que ouviu na infância, quem sabe, Lenhada não era lá de muitas letras.
    – Como assim? Que história é essa de comprar discernimento? Coisa mais maluca!
    – Maluca pra ti,  o iguinorante – disse um ofendido Lenhada. Posso ser humirde, não ter estudo como tu, mas sou um ser humano, tá sabendo?
    Ninguém na roda entendeu, até que chegou o Celso, que era caixa de um banco. Viu a cara de perplexidade da turma e quis saber o motivo. Explicaram.
    – Ah, é isso? É que um dia o Lenhada garganteou que algum dia ainda seria um filósofo, desses de escrever livro e dar entrevista para jornal. Então eu falei que isso era impossível, que ele não tinha discernimento e que essa era mercadoria que não se comprava em farmácia.
    E olhou a turma como olhar divertido.
    – Só não sei onde ele comprou uma dúzia de discernimento. Ô Lenhada, onde foi que compraste?
    – Pra mim eu arrumei, vocês que se virem. Não vou dar o mapa da mina para quem não tem um discernimento. – disse o rapaz, com olhar de desprezo para a plebe ignara.
    Ficou por isso mesmo. Depois que o ofendido Lenhada abandonou a roda, um cara da mesa ao lado fez uma pergunta.
    – O que é discernimento?

    Publicado por: Nenhum comentário em A compra de discernimento

  • Esculhambado

    Publicado por: • 17 ago • Publicado em: Caso do Dia

    Vocês já repararam que o trânsito das pessoas em ruas de grande movimento de pedestres é esculhambado como o trânsito de carros? Caminhem na Rua da Praia e observem. As pessoas mudam de direção abruptamente, freiam bruscamente sem dar aviso – na comparação, não ligam o pisca – atravessam na tua frente, esbarram, não olham para os lados, são incapazes de caminhar reto e, the last but not the least, olhar com brilho assassino quem foi vítima da barbeiragem.

    (the last but not the leas significa por último mas não menos importante).

    Publicado por: Nenhum comentário em Esculhambado

  • “O Governo está na UTI, não cortem o oxigênio pelo amor de Deus!”

    • Senador Romero Jucá (PMDB-RR) •

  • Cidadão de Bom Jesus

    Publicado por: • 16 ago • Publicado em: Notas

    Foto: Fabrício Barreto/Divulgação/Farsul

    Foto: Fabrício Barreto/Divulgação/Farsul

    Superintendente do SENAR-RS, Gilmar Tietböhl, recebeu o título de Cidadão Bom Jesuense da Câmara de Vereadores do município. A proposição partiu do então vereador de Bom Jesus Alexandre Becker (PP).

    No mesmo dia, Tietböhl tomou posse como delegado representante na nova diretoria do Sindicato Rural de Bom Jesus.

    Publicado por: Nenhum comentário em Cidadão de Bom Jesus

  • A dirigente explosiva

    Dilma-Rousseff-é-uma-dirigente-explosiva-segundo-o-colunista-Fernando-Albrecht

    Publicado por: • 16 ago • Publicado em: Notas

    Um dos grandes problemas auto-criados por Dilma Rousseff foi ela até fazer questão de ser explosiva. Relatos de antigos e novos assessores confirmam isso. Agora ela tem a desculpa da crise e dos sérios problemas de gestão mais corrupção, mas já no primeiro mandato ministros mais próximos tinham receio de chegar perto dela, o que dirá falar certas verdades. Quem cultiva o medo não recebe sinais exteriores corretos.
    Os puxa-sacos
    A rainha estava nua mas ninguém, nem mesmo o menino da fábula da Roupa Nova do Rei se atrevia a dizer que as coisas iam mal já na época. Isso é um dos piores defeitos de executivos e governantes, o de até fazer questão de intimidar quem se aproxima. Resultado: ninguém tenta. É campo fértil só para puxa-sacos, os piores conselheiros que alguém pode querer.

    Publicado por: Nenhum comentário em A dirigente explosiva