Test drive do Durão II

1 out • Notas1 comentário em Test drive do Durão II

A eletrônica embarcada ainda não foi embarcada por causa da burocracia dos portos, porque é toda importada. Os mecânicos aconselham, em vão, que se façam reformas para melhorar o desempenho do possante. A direção puxa muito para a esquerda e teme-se que ele saia da estrada. A capacidade de carga deveria ser de cinco ou seis toneladas, porém não passa de três e olhe lá. Mesmo sendo um sedã médio para seis pessoas, 39 delas apertam-se no espaço interno. Pelo menos o câmbio é revolucionário: uma marcha à frente e duas a ré.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

One Response to Test drive do Durão II

  1. bertolini disse:

    Velho Fernando, mas não Fernando,o velho.

    Como se dizia, esta analise automobilística do governo esta porreta!
    Um comentário adicional é de que o governo possa ser chamado como um amigo na minha terra

    DOIS CARBURADORES ( em alusão ao velho Simca) pois bebia muito e vivia desregulado!!!!

    Grande abraco

    Bertolni

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »