O boi manso 

19 dez • Sem categoriaNenhum comentário em O boi manso 

“O povo é como boi manso/Quando novilho atropela/Bufa, bufa, se arrepela/Escarapateia e se zanga/Depois vai lamber a canga/E torna-se amigo dela.” Esse é um trecho do poemeto campestre Antônio Chimango, escrito, em 1915, por Amaro Juvenal (Ramiro Barcelos) satirizando o poderoso governador Borges de Medeiros. E assim é até hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »