Priscas eras

18 fev • Caso do DiaNenhum comentário em Priscas eras

Duas imagens contrapõem o que era servido nos aviões antigamente, em uma farta bandeja, e hoje, umas barrinhas de cereal Um leitor envia este par de fotos no espírito de antes e depois do serviço de bordo na aviação comercial. A primeira foto, obviamente um anúncio, deve ser dos anos 1950 a julgar pelas roupas e cabelos dos atores. De fato, até meados dos anos 1980, comia-se como um rei a bordo. Na primeira classe, então, era um exagero. A Varig oferecia talheres caros e sabia que os passageiros os levariam como souvenir. Viajava-se de terno e gravata, e as mulheres colocavam vistosos chapéus. Hoje você veste bermuda e chinelo de dedo mais a camisa de fisga comprada nu sumercado.
Porém – e sempre tem um – nos tempos em que as refeições equivaliam a um restaurante classe A, viajar de avião era proibitivo. Só rico e a alta classe média tinham grana para viajar para o exterior, principalmente. Hoje até a classe média baixa pode viajar pelo mundo. Então, o alto preço embutia essas refeições caras,  enquanto hoje para reduzir os custos as aéreas oferecem lanchinhos sem graça.
Não há milagres na aviação.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »