• É mole?

    Publicado por: • 25 nov • Publicado em: Notas

      Extraído do blog Espaço Vital: segundo informações do jornalista Frederico Vasconcelos, da Folha de S. Paulo, na Inglaterra, o índice de confiança da população no Poder Judiciário é de 80%; no Brasil, é de 31%. No fim da lista inglesa estão os políticos, jornalistas e banqueiros. Sabem qual o nosso percentual de (des)prestígio na Inglaterra: 20%.

    Publicado por: Nenhum comentário em É mole?

  • A felicidade suprema

    Publicado por: • 25 nov • Publicado em: Notas

     Se todos os cursos que ensinam como aplicar bem o 13º, como planejar o orçamento familiar, como sair das dívidas bancárias e dos cartões, como encontrar a felicidade e sair da depressão ou do estresse, como acertar os números das loterias e como viver uma velhice feliz, viveríamos no melhor dos mundos. Inclusive do celestial.

    Publicado por: Nenhum comentário em A felicidade suprema

  • SLC Alimentos 

    Publicado por: • 25 nov • Publicado em: Notas

      Uma das maiores empresas nacionais de arroz e feijão está completando 15 anos de atividades em dezembro. Integrante do Grupo SLC, a SLC Alimentos está presente no mercado desde 2000 com as marcas Namorado, Americano, Bonzão e Butuí. Possui capacidade instalada para produzir mensalmente cerca de 25 mil toneladas entre arroz, feijão e lentilha.

    Publicado por: Nenhum comentário em SLC Alimentos 

  • Um otimista pode ver luz onde não há nenhuma, mas por que o pessimista sempre corre para apagá-la?

    • René Descartes •

  • Para cima e para o alto

    Publicado por: • 24 nov • Publicado em: Caso do Dia

      A Pfizer, que fabrica o Viagra, e a Allergan, que produz o Botox, anunciaram fusão, um negócio avaliado em US$ 155 bilhões. Criará a maior indústria farmacêutica do mundo. Faz sentido. Um estica e outro levanta, desde que combinado com Dona Libido. Já seu Botox é o equivalente a uma motoniveladora passando no corpo. Às vezes, aplaina demais, sobretudo em algumas senhoras que acham sua estrada de chão batido ondulado demais.

    Publicado por: Nenhum comentário em Para cima e para o alto