Meu chinês brasileiro  

12 dez • Caso do DiaNenhum comentário em Meu chinês brasileiro  

O maior produtor mundial de peixe brasileiro é a China. Essa foi uma das afirmações do cientista político Marco Troyio, que foi palestrante juntamente com José Ernesto Bologna, no encontro Brasil de Ideias da Revista Voto, de Karim Miskulim.

Há cerca de 20 anos, contou Troyio, “cientistas” chineses vieram ao Brasil para estudar a nossa piscicultura. Recolheram alevinos de várias espécies com melhor sabor e produtividade e os reproduziram em criatórios. Então hoje você come lá tilápias, pacus e outros. Enquanto isso, nós importamos o panga do poluído delta do rio Mekong, no Vietnã.

Na questão geopolítica, ambos analisaram o mundo se realmente Donald Trump cumprir sua promessa de “encolher” os Estados Unidos, com foco no mercado doméstico. Quem será o novo Estados Unidos da Europa? Marcos acja que nenumj país europeu tem esse poder, até porque parte deles terá eleições em 2017, que podem miudar a correlação de forças políticas.

Nem a Rússia de Putin teria esse cacife, até porque a economia está um caco. Sobra quem, não só na Europa quanto no resto do mundo? Ora, vocês sabem quem. Mas até nisso há controvérsias.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »