Meninos, eu ouvi

14 ago • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Meninos, eu ouvi

Eu ouvi um candidato a governador falar do que faria se eleito fosse, apontando todos os erros do mundo feitos e feitos de propósito pelo atual governador. Criminalidade? Vou aumentar o efetivo policial, vou priorizar a investigação. Máquina governamental? Vou qualificar o funcionalismo. Dívida pública? Buscarei recursos do exterior. Universidades? Aumentarei o número. E assim por diante.

Longa lenga-lenga

Há anos que a cantilena é a mesma. E há décadas, séculos até, boa parte do eleitorado acredita. O povo tende a acreditar em quem tem fluência, esculhamba o adversário, mas não diz como vai operar o milagre do dinheiro. E quando vê que precisa pelo menos dar um sinal de como fará, usa a expressão milagreira: “diálogo, com muito diálogo”.

Eu não sabia

Em resumo, em boa parte das vezes elege-se aquele que faz promessas vãs baseadas em recursos inexistentes para depois gritar aos quatro ventos que seu governo foi sabotado ou que não sabia que a herança era tão pesada. Neste caso, deveria sofrer impeachment por burrice. Não se pode não saber no mundo de hoje. De boas intenções o inferno está cheio.

Não vale a pena ver de novo

Vez por outra, sempre aparece uma Turquia para infernizar os emergentes, frágeis que são. O presidente Erdogan é um dos tantos mandatários que resolve embestar pelo caminho da ignorância e do canetaço para resolver problemas monetários do seu país. Aí como dá sempre errado, acusa os outros ou inicia caça às bruxas internas. Como a humanidade é previsível.

Como ganhar dinheiro…

Veja como são espertos esses rapazes dos estúdios que produzem documentários aparentemente inocentes, mas que, no fundo, fincam estacas da construção de uma cultura que envolve dinheiro e uma boa quantidade de incautos que pensa ser fácil ganhá-lo.

…com a luz do luar

Explico: há pelo menos dois anos, um canal pago exibe uma série chamada Os Destiladores mostrando como cidadãos americanos do interior dos interiores fabricam ilegalmente bebidas, especialmente o conhecido moonshine. Se não é destilado corretamente (daí a expressão quintessência, cinco destilações), resta na bebida o metanol acima do tolerável. Tem dois efeitos: rebenta com as células hepáticas ou causa cegueira a quem bebe.

Chercher l’argent

Onde é que entra o dinheiro nisso? Depois que a série é vista por uma multidão de telespectadores, aparece na web propagada de equipamentos para destilar bebidas em casa, de custo baixo e com tutoriais que te ensinam como fabricar, consumir e até vender uma bebida. Eu mesmo recebi um e-mail ilustrado mostrando que, em 15 dias, eu posso fabricar minha própria cachaça.

Para nossa inveja

O número de aeroportos para aviação geral mais do que duplicou na China, nos primeiros seis meses do ano, passando de 80 para 173, segundo dados das autoridades chinesas para a aviação, citados pela agência oficial Xinhua. Entenda-se aviação geral como a aviação não regular de linhas aéreas ou aeronaves militares, geralmente de pequeno porte.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »