Diário da peste

14 abr • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Diário da peste

jornalistas e a cobertura da peste

QUANDO eu digo que está no DNA da nossa profissão causar mais alarme que dar boas notícias tem quem ache que exagero. Com 54 anos de profissão e pelo menos 30 de colunismo, sem falar em incursões na TV e rádio, posso dizer que reconheço o cego dormindo e o rengo sentado.

Imagem: Freepik

POIS vejam essa. Um site da jornal colocou chamada dizendo que Nova Iorque já tem 10.056 mortes, mas deixa em segundo plano a declaração do prefeito sugerindo que o pior pode estar passando, mas a população precisa colaborar.

SÃO duas informações importantes e da mesma grandeza. Qual delas é alçada para a chamada principal? Ora, a má notícia, é claro. E talvez fosse mais importante alçar para a chamada o fato de que o pior pode estar passando. Mas não. O alarme tem preferência.

POR mais que os atores, os jornalistas seguem, porque estão no miolo do caso, é assim que funciona. É assim que funciona. Às vezes, não é nem intencional, é como soldado, é treinado para dar tiro mesmo em tempos de paz.

BUSINESS usual. Fui ao Centro de Porto Alegre e vi  poucas pessoas na Rua da Praia, o que é natural. Porém vi um homem sanduíche de “compro ouro”. Como o metal está muito valorizado e atentando-se para o fato de que esse é um segmento controlado por poucos, e óbvio que o metal está subindo de preço. Estivesse em baixa, os donos do campinho não mandaria a rapaziada para comprar.

banrisul parceira

PODE-SE não gostar do médico e ex-ministro ministro Osmar Terra, que é contrario ao isolamento horizontal, mas ele acertou na mosca ao dizer que isolamento total não é problema tão grande para quem está com a geladeira cheia.

RECÉM agora o coronavírus está atacando a periferia. Por isso que  há relativa folga de leitos e UTI’s nos hospitais de Porto Alegre. Até domingo às 21h a Santa Casa não tinha ninguém na UTI e apenas quatro pessoas estavam internadas no Pavilhão Pereira Filho, especialmente preparado para os contaminados pela covid-19. Claro que vão aumentar  os casos, mas não faz mal dar um refresco para quem acha que os hospitais estão botando doentes pelo ladrão.

Pensamento do Dias

Pandemia = pandemônio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »