Viagem do bonde

27 set • Caso do DiaNenhum comentário em Viagem do bonde

Foto: Alex Rocha/PMPA

Foto: Alex Rocha/PMPA

É bonde de São Januário/Que leva mais um operário/Sou eu que vou trabalhar, como no samba de Noel Rosa. Depois de saírem de circulação no final dos anos 1960, dois bondes que estavam recolhidos no Palácio da Polícia voltaram às ruas em cima de uma carreta, passando nas imediações do  Mercado Público. Às vezes eles voltam.
https://ww8.banrisul.com.br/brb/link/brbwe4hw.aspx?largura=1366&altura=683&sistema=portalderenegociacao&utm_source=fernando_albrecht&utm_medium=blog&utm_campaign=negocie&utm_content=centro_600x90px

SEGUNDO um executivo do FED, a economia americana tem um “profundo buraco e demanda fraca”.

É UMA verdade internacional. Válida até na Província de São Pedro do Rio Grande do Sul.

DE tanto ver garotas puxando um baseado, só falta aparecer a pandemia Maria Juana.

CHEGA o calor, adeus paletó ou jaqueta, e onde se guarda a carteira e celular? As camisas de hoje não têm bolsos.

MODAS tipo piorar o que estava bom, que é caso, é bem arte de costureiro.

QUANDO a fome bate na  porta, o amor pula a janela (ditado caipira)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »