Tá rindo de quê?

2 dez • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Tá rindo de quê?

ledinhaA Didi está rindo da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Com apenas dois votos contrários, o plenário aprovou lei que obriga estacionamentos de autoatendimento a contratar funcionários. E vão fazer o quê as excelências?

JOGO DO PAUZINHO

Eu ia colocar no final da nota que eles poderiam jogar o vetusto jogo do pauzinho. Mas peraí, pensei. Nem todos sabem como é esse passatempo que dominou o Brasil por décadas, um dos tantos que perdeu importância por causa da vida corrida. Se você procurar no Google vai achar pega-vareta e outros brinquedos para crianças, nada a ver. Era disputado com palitos de fósforos, quando ainda eram de pau, tampinha de garrafa, botão ou qualquer coisa que dê para ocultar na palma fechada da mão. Pode ser jogado – valendo cafezinho ou até dinheiro – por duas ou mais pessoas.

RC-0003-19 - Semana da Negociação -600x90

Consiste em acertar o total dos pauzinhos em jogo, somando o seu e os dos outros. Cada jogador pode optar por ter na mão entre zero e 3 palitos (quebrados, claro). Tinha lá suas manhas, como procurar um padrão, como no pôquer. Havia gíria própria, especialmente no Rio de Janeiro. Aqui, zero pau ou “neca” ou “neca pau”. Mas que coisa! Nem pauzinho não se joga mais. Muito triste tudo isso.

SEXTA LARANJA

O partido Novo lançou uma bem-humorada campanha copiando o Black Friday, mas alterando para a cor da sigla, o laranja. Virou Orange Day e convida o leitor a entrar na loja e escolher um produto, como camiseta do partido. Pago, claro. O Novo se orgulha de não usar dinheiro público nas campanhas dos seus candidatos.

SE A MODA PEGA

Vai ser uma misturança danada de cores. O PT pode criar o Red Friday, o MDB o Red and Black Black Friday e por aí vai. Melhor não dar a ideia. Periga levarem a sério.

O MATE MATA…

Mais uma vez se repete a história que um determinado produto de uso comum de repente pode ser usado em outras áreas completamente diferentes. Às vezes, para o bem, às vezes, para o mal. Lembro da Talidomida, que era eficiente para combater o Mal de Hansen, mas se ingerido por mulheres grávidas causa deformações no feto. Até hoje se observam adultos com sequelas.

…MATA PRAGAS

Fabiano Brito, doutorando do Programa de Pós-Graduação em Ecologia da UFRGS, abordou, na sua dissertação de mestrado, uma possível solução para as maiores pestes de plantações de arroz. O pesquisador investigou em laboratório a eficiência do extrato de frutos da erva-mate como pesticida contra os caramujos-maçã. A erva-mate, sabem até as burras ovelhas, acaba em chimarrão.

O caramujo da espécie Pomacea canaliculata é uma das 100 maiores pragas de plantações e uma das piores para a cultura de arroz. A pesquisa foi dividida entre o Laboratório de Fisiologia Animal da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e o Laboratório de Farmacologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »