Saudades dos pequeninos

14 fev • Caso do DiaNenhum comentário em Saudades dos pequeninos

Nokia_1280_out_the_box

 O paraíso, irmãozinhos e irmãzinhas, o paraíso era no tempo em que bateria de celular durava quase uma semana e pelo menos três dias, se você falasse muito. O paraíso começou quando os primeiros tijolões da Motorola e da Nokia deram lugar a modelos que cabiam na palma da mão, resistiam a quedas e não tinha vidro que custa os olhos da cara e pelo menos mais uma orelha. E melhor ainda, não tinham corretor, acreditam? Eu digito “Ué” e sabe o que danado escreve? Jéssica. Não lembro de ter digitado esse nome anteriormente, então e memória do meu Samsung deve estar com Alzeihmer, porque eu não estou, pelo menos ainda não.

 O Nokinha, especialmente, era meu favorito. Cabia na palma da mão, era leve, botasse no bolso não chamava atenção e não existiam ainda esses montes de vigaristas que clonam o seu aparelho ou simplesmente jogam o chip fora e o substituem por outro que pode ser comprado em qualquer canto da rua.

 O paraíso, meus irmãos em desventura, deu lugar ao inferno de videozinhos e fotinhos pretensamente engraçadas ou que querem te levar para a bem-aventurança seguindo aqueles conselhos de autoajuda tipo “basta ter fé e o resto se arruma”. Pois estou devendo dinheiro, tive fé que ganharia algum presente inesperado e tudo que ganhei foram juros e correção.

 Choro quando lembro dos meus vários Nokia. Que estejam no céu dos celulares é o meu voto.

 Imagem de internet

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »