O barquinho vai, o barquinho vem…

26 mai • Caso do DiaNenhum comentário em O barquinho vai, o barquinho vem…

 Esta música foi um dos maiores sucessos da Bossa Nova, e vem a calhar com a notícia que Josley mandou seu iate de avaliado em R$ 10 milhões para os Estados Unidos, onde está posto em sossego. Que decepção. O cara compra o melhor e mais rápido jato executivo do mundo que vale em torno de US$ 100 milhões e navega com um barquinho mixuruca? E pior, nem é do ano, é 2013! Francamente, eu esperava mais dele.

 Chego à amarga constatação que não se fazem mais bilionários como antigamente. Vi uma foto dele há mais tempo, em uma Caras da vida, e me chamou atenção sua roupa fuleira. A camisa não era inglesa, nem de algodão egípcio de primeira, e nem mesmo feita sob medida. Mas o que são isso? Foi comprada onde, no balaião da rua Voluntários da Pátria, em Porto Alegre?

 Eu entenderia se ele tivesse um aviãozinho de treinamento básico como o monomotor Cessa 150, que não ostentasse, comprasse roupas em brechó, usando só Havaianas para economizar meias, bebesse cachaça comum de 10 pilas a garrafa e comesse prato feito na volta do mercado, então combinava tudo.

 Mas se comprou um jato top que pode levar 20 pessoas e tem alcance intercontinental, então dance essa música. E não navegue com caíque de 10 pilas, como diriam seus colegas bilionários, cujo calado permite até pescar jundiá no arroio Forromeco, de São Vendelino.

 É bem coisa de pobre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »