Eu não sei tudo

7 ago • A Vida como ela foiNenhum comentário em Eu não sei tudo

Revolução dos Cravos  em Portugal, 1975. Eu trabalhava como pauteiro na falecida Folha da Manhã da Caldas júnior. Os militares portugueses (de esquerda) impuseram censura total. Restava só o DDI. Certa tarde, alguém lembrou que o jornalista gaúcho Clóvis Ott trabalhava no jornal Diário de Notícias. Com o auxílio da telefonista internacional, ligamos para a redação, sem muita esperança, porque em Lisboa eram 22h. Mas alguém atendeu. Se identificou como boy.

– Alô amigo. Por acaso o Clóvis Ott está?

– Não tem mais ninguém na redação.

– Mas o conheces?

– Sim, é boa gente.

– Sabes onde ele mora?

A ideia era pegar o endereço e obter o número do telefone com a telefonista local.

– Sei sim.

– Ótimo. Podes passar rua e número?

Silêncio. Segundos depois respondeu.

– Sei lá ir. O resto não sei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »