As Bodas

4 jul • Caso do DiaNenhum comentário em As Bodas

Mãos de noivos após toca de alianças

Outro dia, vi no Face a foto de um casal comemorando Bodas de Vinho, parece que nove anos. Nunca tinha visto isso, de comemorar data não-redonda como essa, e nem mesmo sabia que tinha as Bodas de Cerâmica. Imaginei que o ano seguinte fosse comemorado Bodas de Azulejo a seguir de Azulejo Decorado e assim por diante, mas não. Fui ver e no oitavo são de Barro e no 10º de Estanho, que estranho. Com 12 anos de casado, você comemora Bodas de Ônix, ora vejam só, a calhar para o meu amigo, o deputado federal Ônix Lorenzoni.

Mas tem uma coisa. Os primeiros anos de casamento têm nomes esquisitos. O primeiro é Bodas de Papel – de Papelão se bebeu demais na noite do casamento e não compareceu e não disse a que veio na noite de núpcias -, o segundo de Algodão, o Terceiro de Trigo e o quarto de Flores e Frutas – se você pisar no tomate com o ou a parceira, significa que enviou o pé na jaca. Faz sentido o primeiro ano, porque aí é que muita gente se estrepa.

Tudo isso para dizer que no sábado dia 2 de julho comemorei Bodas de Platina, ou de Safira, atingi a marca de 45 anos. Nos tempos que correm sou exceção. Acho até que a maior parte não passa das Bodas de Estanho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »