Circulando, circulando…

12 jun • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Circulando, circulando…

Desde o início dessa bronca se ouviu e se leu que a maioria dos vírus precisa circular para perder a força, ou o organismo se adaptar a ele. Também no início da pandemia foi dito que o isolamento ou a contenção do covid-19 era necessária para não colapsar os sistemas de saúde. Por suposto, a não circulação do bichinho malvado retardaria seu enfraquecimento.

A GRANDE REPRESA

Passados todos estes meses, os países tentam voltar ao normal, liberando certas atividades e até abrindo total. São vários, incluindo a superpopulosa Índia. Que para mim é um enigma. Com precário sistema de saúde, saneamento básico  e juntamento de pessoas – é difícil ver um indiano sozinho – o número de casos até que é baixo por milhão de habitantes.

https://www.banrisul.com.br/bob/link/bobw00hn_promocao.aspx?secao_id=3310&utm_source=fernando_albrecht&utm_medium=blog&utm_campaign=app&utm_content=centro_600x90px

IMUNIDADE ADQUIRIDA

Fico me perguntando se não é justamente essa promiscuidade que gera imunidade a esse povo. Lembram que, no início, chamávamos a infecção de doença de rico? E por que não houve uma mortandade geral nas favelas quando o vírus era mais fortinho?

 SUJOU

Quando minha filha era criança, perguntei ao pediatra Énio Pilla se precisava evitar ao máximo contato com assoalho ou áreas sabidamente QG de germes, ele disse que não, que esse contato construía o sistema imunológico. E ainda brincou:

– É a vitamina S, de sujeira.

A ESTÁTUA MÓVEL

A mídia em geral tem sido a mais apavorada das criaturas. Natural quando se olha o vírus muito de perto por muito tempo. É como olhar fixamente para uma estátua por um bom período. Em determinado momento, você terá a impressão de que ela se mexeu.

LUTO NA FARSSUL

Hermes Ribeiro de Souza FilhoFaleceu, aos 71 anos, Hermes Ribeiro de Souza Filho, diretor da entidade desde 1997. Natural de Canguçu, já foi vereador e dirigente da Agert, sempre com foco na agropecuária. É uma grande perda para o setor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »