Porque Pedro Simon é O Cara

15 ago • Caso do DiaNenhum comentário em Porque Pedro Simon é O Cara

Pedro Simon começou na política em 1970, diz Fernando Albrecht

 Nesse mar de mediocridades que assola o País em todas as áreas, não nos damos conta de que existem ilhas de decência e uma delas é ocupada por políticos como Pedro Simon. Com mais de 80 anos, segue na sua pregação pelo Brasil chamando a atenção para a necessidade da política, uma necessidade que, às vezes, não nos damos conta. Mas o veterano senador, como eu ainda o chamo, tem qualidades extraordinárias, começando pela sua coerência e retidão.

 Você pode não gostar dele ou do seu partido mas, reconheça, ele não fica por aí batendo no peito como o fariseu da Bíblia dizendo que é honesto e que nunca prevaricou, roubou ou que deixou roubar como tantas outras falsas vestais e santinhos-do-pau-oco. Eu o acompanho desde os anos 1970, e sinto que nunca passou na sua cabeça achar que honestidade nada mais é que uma obrigação, não artigo de se colocar na vitrine.

 Existem muitos outros Pedros Simon no Brasil, então nem tudo está perdido, irmãos e irmãs de desalento. Sinto-me confortado quando o vejo, porque além de tudo ele me remete para uma época em que o ódio era exceção e não regra. Tempos que, obviamente, não voltam mais.

 Essa é a tragédia da minha geração, especialmente. Buscamos o tempo perdido sob forma de etéreas lembranças. Como na música A Felicidade de Tom Jobim.

 A felicidade é como a pluma

 Que o vento vai levando pelo ar

 Voa tão leve

 Mas tem a vida breve

 Precisa que haja vento sem parar

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »