Os três infames

26 jan • A Vida como ela foiNenhum comentário em Os três infames

 Toda geração mais antiga, mas que ainda tem olhos para ver e ouvidos para ouvir, costuma dizer que, no tempo deles, tudo era melhor, que se era muito ingênuo naqueles verdes anos. Abro um parênteses para definir quando se fica velho. De fato, éramos muito ingênuos. Com 14 anos se brincava de mocinho e contávamos piadas obscenas, que hoje não fariam corar nem uma freira das antigas. Piada de papagaio, então, tinha umas 10.

 O trocadilho, vocês sabem, é considerado a forma mais rasteira de fazer humor. Então vinham os trocadilhos infames com historinhas a ilustrá-las, velhíssimas. Uma: sujeito arromba uma confeitaria e come todo o creme. No dia seguinte, volta e é preso porque a polícia sabia que ele voltaria. Motivo: o cremenoso sempre volta ao lugar do creme. Outra: dois gatos brincam no telhado de uma casa quando encostam num fio de alta tensão e são jogados no solo. Ou seja, gatos pela tensão despencados.

 A última é de um operário de uma construtora que conferia o estoque de ferros no almoxarifado. Ao fazer a contagem, um pedaço de metal rolou e o machucou. Tradução: quem confere ferro, com ferro será ferido.

 Eu avisei, não avisei?

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »