O Corcel da zona

24 abr • A Vida como ela foiNenhum comentário em O Corcel da zona

  Anos 70. Viajei de trem húngaro (ó, que saudades que eu tenho) para Alegrete e me passei, dormi demais. Acabei em Urugaiana, ainda de madrugada, em pleno feriadão de Finados. E meu povo me esperando na estação férrea. E, agora, o que eu faço – numa cidade deserta – para avisar meu pessoal?

  Paciência, vou de táxi pagando uma nota preta. Decisão tomada, procuro um táxi. E onde acho um? Depois de muito bater pernas, cheguei à conclusão que o único lugar do mundo onde sempre tem táxi é na zona. Resumindo o causo, achei um Corcel II caindo aos pedaços na direção um motorista com um bafo de tigre louco, cochilando, bem em frente a um cabaré ainda com bar aberto.

  Acordei o cara, tarefa nada fácil, e perguntei quando ele cobraria para me levar a Alegrete, distante 150 km. Uma nota, mas não tinha outra saída e nem mesmo ônibus. Assim que o motora engatou a primeira, vi que ele pegaria no sono em poucos minutos.

  – Cara, não vai dar certo. Volta para a zona e pega meia dúzia de cervejas. Eu pago. Quando sentires que vais pegar no sono bebe uma cega, certo?

  Era tudo que ele queria ouvir. Quase que faltou cerveja – na época só tinha um posto e uma borracharia ao longo dos 150 km – mas fiz uma viagem tranquila.

  O duro foi aguentar o bafo.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »