Medicalização da existência

23 fev • Caso do DiaNenhum comentário em Medicalização da existência

Vários comprimidos espalhados

Um certo Bernard Miodownik levanta um assunto que sempre me fascinou, um dos tantos. É o que ele chama de medicalização da existência. Seu foco são antidepressivos e ansiolíticos, mas eu queria ir além. Todos nós tomamos pelo menos um medicamento, mesmo não relacionado com alguma doença pontual.

Alguém já disse que, se você não estiver ingerindo pelo menos cinco medicamentos por dia, está com algum problema sério de saúde. Na tradução da ironia, esses remedinhos previnem uma série de problemas ou evitam que você sofra ou fique propenso a doenças e outros males. Já nem falo das vacinas, que tornaram a humanidade fraca – o fim da sobrevivência dos mais fortes, como nos animais.

Em outras palavras, o mundo é um monstruoso dependente químico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »