E Eu criei a gemada

7 ago • NotasNenhum comentário em E Eu criei a gemada

 Por que nenhuma cafeteria de Porto Alegre faz gemada? Se fazem, deveriam anunciar. Mas atenção, eu falo de gemada de verdade, não um amerengado qualquer. Na concepção da brilhante quituteira Felicita Avelina Selbach Albrecht, que Deus a tenha nas Eternas Confeitarias, a “fabricação” da gemada começa com a gema batida com muito açúcar. Pode ser com uma colher na xícara. Desculpem se digo o óbvio, mas vocês sabem que só sei fazer duas ou três coisas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »