A volta dos jatinhos

21 ago • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em A volta dos jatinhos

Não é a primeira vez que sai uma lista de notáveis que compraram jatos executivos com juros subsidiados pelo programa Finame do BNDES. E também não será a última vez que fica escondido ou pouco saliente que não existe irregularidade em usar o Finame para comprar esse tipo de equipamento da Embraer. Qualquer um pode, desde que tenha recursos.

FALTOU EXPLICAR

Outro engano é achar que é artigo de luxo uma empresa comprar avião particular, mesmo que os empresários tenham feito as contas e julgado que sai mais barato comprar um produto nacional, Embraer no caso, que usar táxi aéreo ou mandar executivos em voos comerciais comuns. Ah, está errado? Então mudem as regras do Finame. Caso contrário, ficará sempre esse julgamento que os adquirentes cometeram algum ilícito.

AVANTI

O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, renunciou ao cargo, abrindo caminho para a formação de um novo governo. Crises políticas nunca foram grande problema no país de Claudia Cardinale. Durante décadas, quando caia o gabinete, a bolsa subia. Aliás, crise na Itália é como gripe no inverno brasileiro. Dá sempre.

É NÓS NA PEDRA

Pelo menos uma vez o Brasil teve seu momento sniper. Antes só os víamos em filmes e documentários. Compreensivelmente, a imagem do momento em que o sequestrador foi atingido não veio a lume, se é que foi registrado. Se alguém registrou o momento, saberemos logo, logo, via redes sociais. Talvez como fake.

TAREFA COMPLEXA

Para os padrões dos atiradores de precisão, a distância até que foi curta – pelo amor de Deus, não estou desfazendo o trabalho do policial. Snipers conseguem acertar alvos a distâncias até superior a mil metros. Mas precisa de um “narrador” de binóculo ao lado para que ele possa direcionar o fuzil. Tem que calcular vento, temperatura, umidade do ar.

O VENTO, ONDE ESTÁ O VENTO?

Uma curiosidade sobre o trabalho desses caras. Quando a distância é de centenas de metros, a melhor maneira de ver a direção do vento é pelo sentido da reverberação de calor, como se observa no asfalto em uma reta grande em dia de sol forte.

O BRASIL QUE FUNCIONA

gloria maria foto de dani vilar

Foto: Dani Vilar

Com o Teatro do Sesi lotado, Glória Maria foi a responsável por iniciar as palestras da 38ª edição da Expoagas, maior feira do setor de supermercados de todo o Cone Sul. Com a palestra “É preciso se reinventar”, a jornalista, com mais de 30 anos de Rede Globo, compartilhou suas experiências de forma divertida para um público atento.

Glória, que já conheceu mais de 150 países, enfatizou que é preciso aprender algo novo diariamente. “Não reparamos quem somos porque passamos muito tempo olhando para a vida do outro. Nascemos para caminhar e mudar a cada dia”, afirmou. Para isso, segundo Glória Maria, é preciso ter a capacidade de crescer, respeitar, aprender e superar. “Para atingir um objetivo, você precisa caminhar. E o primeiro passo sempre é o mais difícil.”

Nascida em família humilde, Glória Maria afirma que o fato de ter nascido mulher, pobre e negra nunca foi motivo para acreditar que não poderia fazer algo. “Aprendi que não podemos viver exercitando o problema. Tento viver para a solução”, revelou. A partir disso, aprendeu que a superação dos próprios limites é algo necessário para a reinvenção.

TREINAMENTO

O Senai Automotivo (rua dos Maias, 830 –  Porto Alegre)  passa a contar com um Centro de Treinamento Yamaha. O novo espaço foi inaugurado nesta terça-feira (20) e fará a capacitação de mecânicos e auxiliares das concessionárias da marca. O local foi o primeiro a ser inaugurado de uma rede de oito centros de treinamento com ferramentas especiais e motocicletas da marca, que serão abertos em todo o Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »