A galinha bêbada

8 jan • A Vida como ela foiNenhum comentário em A galinha bêbada

 O Almanaque Gaúcho da ZH publicou, por dois dias, nomes de bares e restaurantes de Porto Alegre que desapareceram, maioria deles casas conhecidas nos anos 1960 até meados dos 1980. Nós, sobreviventes, temos trocado mensagens no Face lembrando esses tempos, nomes de garçons, especialidades de cada um, endereço, os que morreram de morte morrida e os que morreram de morte matada.

 A maioria morreu por falta de estacionamento. No parking, no business, como dizem os americanos. Também mudaram as condições para que famílias inteiras os frequentassem. Nem preciso falar da insegurança geral. O Crime S.A. venceu, não tenham dúvida. Nós é que estamos presos. Enfim.

 Existe, por parte da geração mais nova, o conceito que Porto Alegre era careta no passado. Não mais que hoje, posso garantir. Era nada. Grudar a bunda no para-brisa do carro rodando foi moda, chamava-se “xispa”. Porto Alegre teve a primeira boate gay, o Flower’s, o primeiro motel gay, sem falar no Clube de Motorista e da ala reservada do Bar Estudantil para lésbicas. Estou falando de meados dos anos 1960.

 Mas esse já é outro departamento. Lembro com saudade da boate Mônica, no Cristal; a Passionária, uma galinha bêbada, que bebia cerveja nas mesas de fórmica do bar Urbano’s, na 24 de Outubro; do estranho Marisco Preto, uma casa com terreno enorme que não era de ninguém que se soubesse e que servia para fazer assados, grupos que não se conheciam entre si. Quem pagava o IPTU? Nunca soubemos. O Marisco Preto tinha até uma bandeira hasteada em um mastro.

 O fim da galinha Passionária? Parece que morreu de cirrose, coitada. Só beber e não comer dá nisso.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »