A coisa branca 

5 jan • Caso do DiaNenhum comentário em A coisa branca 

Frango carne branca foto Freepik

 Galinha é uma coisa branca que a mamãe compra no supermercado. Com poucas variações, foi esta a explicação dada pela maioria das crianças de até 10 anos de idade para uma pesquisa nos anos 1970, para aquilatar como os pequenos definiam animais cuja carne era vendida no comércio paulistano. O que é uma galinha, foi a pergunta. Foi um choque na época, porque aquilo que os mais velhos sabiam desde sempre, as criancinhas não tinham noção de como os galináceos eram ao vivo e em cores.

 Lembrei do caso esta semana quando fui engraxar os sapatos com o Paulo, que tem cadeira na Praça da Alfândega, ao lado do prédio da Caixa. Estava ele começando a passar a graxa quando veio uma mulher jovem com um casal de crianças na faixa dos 6 anos. Pediu licença ao engraxate e a mim para ficar vendo o trabalho. Quando ela quis ir embora. O menino pediu para ficar mais um pouco.

 Achei isso fantástico, e cumprimentei a mãe por essa forma de espicaçar a curiosidade dos filhos, curiosidade que é fundamental para obter conhecimento. Quantas outras atividades humanas terá ela mostrado aos filhos? Eu sempre digo que o que faz um bom repórter não é o texto, é a curiosidade. Ele deve ter interesse de saber como as coisas funcionam.

 Lamentavelmente, muitos jornalistas de hoje nascem sabendo. E não só eles, ouço essa queixa de professores universitários de todas as profissões liberais, a queixa é geral. Então, viva a curiosidade.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »