O cliente

7 nov • A Vida como ela foiNenhum comentário em O cliente

 O senhor distinto senta na mesa do restaurante. Ele tem cara de ministro, pensa o maitre, com seus reluzentes botões. Pressurosamente, vai à mesa e estende o cardápio. Minutos depois, o cliente fecha a pesada capa.

 – De entrada, vou querer folhas verdes de dólar com molho de derivativos. E vinagre de hedge cambial.

 – Pois não, senhor. Prato principal?

 – Um bom CDI com molho de fundo de commodities. Metálicas. Também quero uma porção de fundo de renda mista. Acrescente LTN na guarnição de LTN. Um uma porção de CDB.

 – Em que proporção quer o fundo?

 – Apenas 30% de bolsa. Não estamos na estação, o senhor sabe.

 – Sábia escolha, cavalheiro.  Temos opções de molho, senhor. Qual seria?

 – Tesouro Direto, por favor.

 – Sábia escolha. Bebida?

 – Treasures com calda de ações preferenciais.

 – Perfeito. O senhor é uma pessoa de bom gosto.

Após a refeição, o garçom trouxe a conta. O cliente colocou os óculos com armação Giorgio Armani e colocou várias notas de R$ 100,00. Levantou-se e já ia embora quando o garçom o chamou.

 – Sobrou troco além dos 20% do serviço, senhor.

 Ele arrumou o nó Windsor da sua gravata.

 – Bota na poupança.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »