Uma piada bem brasileira

1 ago • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Uma piada bem brasileira

Three clowns above the wall

Carpe diem, escreveu o poeta romano Horácio há mais de dois mil anos, quam minimum credula póstero, curta o dia de hoje e não espere nada do amanhã. Sábio conselho para quem mora no Brasil e acompanha o diário dessa nossa alucinante história de altos e baixos, mais baixos que altos. E caindo. Não temos condições de ser um País de verdade. Eu só acrescentaria um molho especial: ria para não chorar.  Só…rindo, como se chamava uma seção da antiga revista The Readers Digest.

Imagem: Freepik

NÃO TEM SOLUÇÃO

Como no samba de Noel Rosa, essa é a grande verdade. Outro dia, o colunista Eduardo Bueno, de ZH, discorreu sobre como até nossos recursos naturais e belezas são mal cuidados e sujos, dizendo lá pelas tantas “que país mais chinelão este nosso”. Deu-me vontade de assinar embaixo. Mas ainda acho que deveríamos curtir o dia de hoje, como ensinou Horácio, porque o amanhã vai ser pior. Então sente na beira da calçada e veja o circo passar.

O CONJUNTO DA OBRA

Quase sempre olhamos esse lado ridículo do Brasil assestando a lente no governo e nos outros poderes. Nada mais errado.  Do ponto de vista do Executivo e Legislativo, quem os colocou lá foi o chamado povo. Dizem que o povo é sábio. Nunca acreditei nessa balela, e os sucessivos fracassos nossos ao longo da história estão aí para provar. Se o povo fosse sábio, não seria povo. Como dizer que a Natureza é sábia? Fosse sábia, melancia vinha com alça.

EXCELSO PRETÓRIO

De alguns anos para cá, quem mostrou seu lado tragicômico foi o Supremo, também apelidado pelo título acima. E tenho a convicção que a maionese das suas excelências começou a desandar quando permitiram transmitir as sessões na TV. Não só se viu que os ministros eram de carne e osso como também armavam seus barracos, piedosamente descritos como “divergências internas com debates acalorados”. Na vila, é barraco; no Excelso Pretório, é divergência.

OS MORTAIS

O resto vocês conhecem. Temo pelo dia em que os encontros semanais dos imortais da Academia Brasileira de Letras sejam transmitidos pela TV. Eles tomam chazinhos e comem bolinhos, mas deixam cair farelinhos na roupa como todo mundo, ou existiria um mordomo para colocar uma bandeja de isopor abaixo do queixo para segurar a barra? Enquanto esse dia não chegar, não saberemos.

QUE REI SOU EU?

Lembram dessa novela da Globo, em que os gestos comedidos da realeza e suas falas empoladas davam lugar a um desfile de escola de samba? Seria essa a metamorfose dos imortais de fardão. Lembra uma história de um escritor que ia tomar posse na ABL. Vestiu o fardão com mais arabescos que medalha em peito de general norte-coreano, aquele chapéu cheio de plumas e um espadim nas mãos e chamou um táxi. Quando ele finalmente conseguiu se acomodar no banco de trás, o motorista com olhos arregalados por ver tanta pompa se virou para ele:

– Sois rei?

O BRASIL QUE FUNCIONA

O governador Eduardo Leite e o secretário estadual do Desenvolvimento Econômico e Turismo do Rio Grande do Sul, Ruy Irigaray, anunciam hoje a viabilização de crédito para infraestrutura urbana e máquinas em 15 municípios do Estado pelo BRDE, por meio do Programa BRDE Municípios, no valor total de R$ 48.476.193,88.

O vice-presidente do BRDE, diretor de Planejamento e Financeiro, Luiz Corrêa Noronha, firmará os contratos com os prefeitos dos seguintes municípios: Arvorezinha, Capitão, Chapada, Condor, Coronel Bicaco, Dom Feliciano, Minas do Leão, Mostardas, Nova Ramada, Santa Cruz, Santa Vitória do Palmar, São Jerônimo, São Leopoldo, São Nicolau e Tucunduva.

SEPARAR…

Canoas terá a maior usina de reciclagem de resíduos da construção civil do país. E, nesta quarta-feira, começou a montagem do trommel – maquinário que opera a separação de quase todo o material. Serão processadas mais de 15 mil toneladas de detritos por mês.

…E REUTILIZAR

E essa matéria-prima será destinada a diversos reparos na cidade: base para pavimentos, drenagens, calçamentos e cascalhamento de vias não-pavimentadas. “Esse é um avanço no nosso objetivo de tornar nosso município cada vez mais sustentável e comprometido com o meio ambiente”, afirma o prefeito Luiz Carlos Busato.

LAVOISER NO COMANDO

Tudo na vida é reciclagem. Ou deveria ser… Como já dizia o Velho Tuxo lá de Uruguaiana, não é do mofo que se faz a penicilina?

NOVIDADES BANRISUL

O depósito de cheques via celular é mais um serviço que o aplicativo Banrisul Digital disponibiliza para os seus correntistas. A modalidade está disponível para todos os clientes com no mínimo dois anos de conta no Banrisul e a adesão é feita através do próprio smartphone. O serviço está disponível para pessoa física e pessoa jurídica. Os recursos podem ser depositados somente em conta própria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »