Uma maçã por dia

26 abr • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Uma maçã por dia

Ao falar na reunião-almoço de ontem da Câmara Brasil-Alemanha, o embaixador Georg Witschel destacou os investimentos de empresas alemãs em solo gaúcho, citando Stihl, SAP e Fraport. E que isso pode ser intensificado após a aprovação da reforma da Previdência. Para isso, avaliou que o governo deveria ter mais foco.

Numa paródia do provérbio uma maçã por dia ajuda a não ter problemas de saúde, disse que um tweet a menos do presidente Bolsonaro ajudaria o Brasil. Lá pelas tantas, Witschel saiu-se com essa: “Os cem primeiros dias de Jair Bolsonaro foram…não completamente perfeitos”.

Por falar em economia…

…alguém perguntou como a Alemanha encarava a diminuição da taxa de natalidade que impacta negativamente a economia. Para surpresa geral, o Cônsul Thomas Schmitt revelou que a taxa de nascimentos do Rio Grande do Sul é menor que a do seu país, e isso se deve aos turcos.

Natalidade

Há uma ideia errônea sobre o assunto, de que quanto menor a taxa de natalidade melhor fica a economia. É justamente o contrário. O acelerado crescimento econômico após a II Guerra Mundial deveu-se à reconstrução e também pelo baby boom, filhos que foram “segurados” devido à guerra. Quando a paz e a tranquilidade voltaram, os filhos vieram junto.

Nascimentos

O Japão foi o exemplo mais notável. Graças aos nascimentos, a economia cresceu a tal ponto que passou a ser chamada de milagre japonês. Depois tudo entrou nos eixos e nunca mais veremos outro milagre japonês.

Imigrantes

E nos EUA? Se a população branca reduziu o número de filhos, os imigrantes latinos e asiáticos aceleraram-no. Tem para quem vender, portanto. É uma lógica perversa, mas é o que o mundo oferece. Sem filhos, uma imensa cadeia deixa de faturar e até de existir.

As desaparecidas

Nos últimos três anos, 18 mil menores desapareceram no RS. Por isso, no dia 6 de maio, às 10h, no Plenarinho da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Tenente-Coronel Zucco (PSL) instala a Frente Parlamentar das Crianças e Adolescentes Desaparecidos. A OAB-RS é parceira da iniciativa.

Segundo o presidente Ricardo Breier, é o primeiro passo para enfrentar esta verdadeira tragédia que atinge milhares de famílias gaúchas. Ele colocou à disposição as 106 subseções da entidade. O projeto de lei do deputado Zucco prevê a sistematização das imagens e de informações colhidas por câmeras de segurança espalhadas pelos 421 municípios que aderiram ao Sistema de Monitoramento Eletrônico (SIM) da Secretaria de Segurança do RS.

Funcriança

As crianças ficarão felizes, destine 3% do seu IR Devido ao Funcriança.

Equinos

Karen Cunha, entrevista, para a TV a Galope, a médica veterinária Fabíola Albrecht, com mestrado e doutorado em reprodução e genética equina. Fala sobre potencialidades e riscos de determinadas cruzas.

Assista: clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »