Um gole a mais

22 out • NotasNenhum comentário em Um gole a mais

  Para o Tribunal Superior do Trabalho (TST), uma empresa não pode demitir por justa causa um funcionário que compareceu ao trabalho aparentemente embriagado — ao menos não na primeira vez. Na segunda, teria que ser encaminhado para tratamento. Agora mesmo que o cara vai entornar o copo no trabalho sabendo que não pode ir pra rua.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »