Tudo a ver

2 mar • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Tudo a ver

Todos eles
Estão errados
A Lua é
Dos namorados.

O que a famosa marchinha de Carnaval dos anos 1960 tem a ver com o físico Stephen Hawking? Tudo a ver. Antes de falecer, o gênio inglês já não estava assim tão certo que o início de tudo foi o Big Bang, teoria geralmente aceita para explicar como o Universo teve início. Um ponto extremamente quente e denso explode e dispara cacos em todas as direções. Bilhões e bilhões de anos depois, nós surgimos.

Se Hawking tinha lá suas dúvidas, não as exprimiu antes. E a ser verdadeira sua dúvida, praticamente desdiz quase tudo que escreveu antes. O Big Bang explica uma coisa e torna outras inexplicáveis. Como começou esse ponto extremamente denso e quente? A única explicação lógica, pela lógica humana, é que teve outro Universo antes que, ao contrário do Bing Bang, foi encolhendo até se tornar um ponto extremamente denso e quente, quando tudo começou.

Desde a descoberta das partículas subatômicas, quarks, bósons etc e da nanotecnologia, e os quatro pontos cardeais da procura por uma explicação de quem somos, de onde viemos e para onde viemos. Não sabemos os limites do que está em “cima”, a finitude do Universo ou não, embaixo, atrás e na frente. Ou seja, descobrimos coisas espantosas – para os lados, teoria das cordas, universos paralelos. No essencial, para a frente, não avançamos um milímetro.

Talvez o grande erro da Ciência seja a pretensão de explicar o Universo pela lógica científica. A abordagem do problema sempre foi falha, desde o início. Tal qual alguém que nunca saiu do seu apartamento, não tem como explicar como ele é por fora. Teríamos que fazer uma abordagem em curva, como o hipotético fuzil que permite que a bala faça uma curva. Ou então aplicar a Lâmina (ou Navalha) de Occam, um filósofo medieval, que afirma que a explicação para qualquer fenômeno deve assumir a menor quantidade de premissas possível, ou, a explicação para um fenômeno complexo é a resposta mais simples.

A questão é qual a pergunta que deve ser feita para obter a resposta mais simples.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »