Um trem sem maquinista

28 ago • Caso do DiaNenhum comentário em Um trem sem maquinista

Trem-desgovernado-e-sem-maquinista-é-como-o-colunista-Fernando-Albrecht-descreve-a-situação-do-Brasil-no-blog

Vocês são muito pessimistas. Só vocês não estão vendo que a situação não é tão ruim assim. Ao contrário, todos os indicadores negativos são pontuais, influenciados por aspectos sazonais. Como é que pode alguém não enxergar algo bem na frente do seus narizes que até quase para apalpar. Acordem!

Estas e outros lugares-comuns dignos do Doutor Pangloss, aquele personagem que via o mundo e a vida cor-de-rosa, eram repetidos ad nauseam para os jornalistas de opinião no ano passado, quando a nau começou a apresentar rachaduras no caso.

Muitos de nós temos cabelos brancos tingidos pela experiência e porque fazemos o mais simples exercício aritmético 2+2, que só não dá 4 quando se trata de porcentuais somados, e falo de realideds que saltavam aos olhos.

Não foi tripudiar. Cinco trimestres de economia no vermelho e agora o IBGE anunciando queda do PIB de 1,9 pp no segundo trimestre com previsão de queda em 2015 de 2,5%. É de dar pesadelo. Não sequei e não seco, apenas vi um pouco além do jardim, eu e meus colegas.

A desgraça social, moral e econômica é uma composição com muitos vagões, nenhum deles carregado de coisas boas e saudáveis. O primeiro vagão atrás da locomotiva está cheio até as bordas de desemprego. A única coisa que nos resta é rezar para que o trem não descarrile.

Ai de nós.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »