Tiro aos marrecos

11 mar • A Vida como ela foiNenhum comentário em Tiro aos marrecos

Na semana passada, contei um caso do cantor regionalista Teixeirinha, cujo auge se deu nos anos 1950 e 1960. Também produziu e foi o principal ator de uma dúzia de filmes que fizeram enorme sucesso nas cidades do interior gaúcho e até mesmo no Paraná. Em um deles, Victor Mateus Teixeira teria calculado em 49 o número de marrecos mortos com um só tiro.

– Por que não dizes logo que foram 50? – indagou sua partner Méri Terezinha. Ele devolveu de bate-pronto:

– Pensas que eu vou passar por mentiroso só por causa de um marreco?

É, faz sentido. Nunca se arredonda uma mentira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »