Tão longe, tão perto

13 mai • Caso do DiaNenhum comentário em Tão longe, tão perto

Os libaneses comemoraram o impeachment de Dilma Rousseff. Não apenas os descendentes de libaneses no Brasil, o povo do Líbano torceu para que Michel Temer assumisse interinamente o governo. E quem mais torceu ainda foram os 700 moradores da cidade de Btaaboura, porque os pais de Temer moravam nesta cidade antes de emigrarem para o Brasil. Ele é até nome de rua na cidade.

Em 2010, que vibrou com a vitória de Dilma foram os búlgaros, porque o pai dela nasceu na Bulgária. Quer dizer, dois presidentes com vínculo de segunda geração fora do Brasil. Um dia chegará a vez dos japoneses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »