Sinuca de bico

24 jan • NotasNenhum comentário em Sinuca de bico

É como dizer beco sem saída. Nesse brete do transporte público em que se encontra a prefeitura da Capital, uma coisa é certa. Taxar os aplicativos não vai baixar a tarifa de ônibus. Lembrando sempre que mais de 80% das passagens são vale-transporte pagos pelos empregadores.

Público e privado

Ainda tem quem ache que aplicativo é luxo. Chamá-los de transporte público não seria um despropósito. Alguém consegue imaginar Porto Alegre sem eles? Até porque a opção “juntos” é a salvação dos que moram mais longe.

Aqui se faz, aqui se paga

Ao longo dos anos, as sucessivas administrações foram ignorando o tic- tac da bomba relógio do transporte coletivo. Não são só ela, mas a Câmara de Vereadores foi criando gratuidade em cima de gratuidade, uma demagogia atroz para cabular votos dos segmentos beneficiados. Eis o culpado número 2, a colenda.

https://meubanricompras.com.br/?utm_source=fernando_albrecht&utm_medium=blog&utm_campaign=banricompras_duv&utm_content=centro_600x90px

Caiu a ficha

Embora ainda confiantes na recuperação da economia, os mercados e os países começam a duvidar do alcance das vacinas. A Alemanha voltou ao fecha-tudo na quarta-feira até 14 de fevereiro. Ha controvérsias internas se isso ajuda.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »