Sinto um vazio…  

17 jul • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Sinto um vazio…  

canudoa de aparências

Esta foto é uma boa metáfora para os tempos que correm. A aparência sempre acima do conteúdo. No futuro, a arqueologia e seus estudiosos darão tratos à bola para saber como, no século XXI, a população comprava um alimento que era só casca, no caso, um canudo sem nada dentro. Igual a pastel sem recheio. E vende bem, o que é mais estranho, gostam mesmo assim.

 …por dentro

Eu falo em metáfora porque não é só nos canudinhos ocos. Na internet e mesmo na mídia impressa, a moldura é sempre mais valorizada que o conteúdo. Muita perfumaria, muito infográfico (que não raro mais confundem que auxiliam a compreensão). Idem na música, muito barulho, sem conteúdo musical propriamente dito. Igual ao tempos das cavernas, muito grunhido, muita fogueira, muitas mulheres fazendo – figuradamente – a dança do ventre.

Visão curta

Tem gente boa, como o empresário Paulo Vellinho, 92 anos, que sugere exame do Enem para nossos parlamentares. Eu já sou mais modesto. Gostaria apenas que fossem antes a um oftalmologista. Para avaliar se eles enxergam pelo menos um palmo além do nariz quando legislam.

Planos de saúde

diretoriaLamachia

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB) ingressou com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a norma da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que prevê que operadoras de planos de saúde poderão cobrar de clientes até 40% do valor de cada procedimento realizado. A norma foi publicada no Diário Oficial da União em 28 de junho.

Segundo o presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, “a referida Resolução institui severa restrição a um direito constitucionalmente assegurado (o direito à saúde) por ato reservado à lei em sentido estrito, não a simples regulamento expedido por agência reguladora”.

 Momento culinário

Não tem prato ruim que não melhore botando um ovo frito por cima. A frase é do jornalista, compositor e humorista carioca Sérgio Porto, o Stanislaw Ponte Preta. Sábias palavras. Detesto pegar carona nas verdades dos outros, mas acrescento que se não tiver comida nenhuma me bastam dois ovos quentes com pedaços de pão. Dito isso, quero elogiar a galinha. Tudo nela é bom. Deveriam fazer uma estátua para a Galinha Desconhecida.

Endereço errado

A presidente do PT, Gleisi Hoffman, foi a Cuba para que o país interceda pela libertação do preso Lula, que afirma ser um preso político. Bateu na porta errada. Cuba tem 120 deles.

Cursos jurídicos

A solenidade de Abertura das Atividades Alusivas ao Mês de Aniversário de Criação dos Cursos Jurídicos no Brasil será dia 1 de agosto às 17h30, no Auditório do 7º andar do IARGS.

Como era bom nosso futebol

Vejo que a maior parte dos colunistas e comentaristas de futebol que acham fracas as atuais seleções e também nosso futebol são pessoas que viram as Copas pelo menos a partir de 1970. Viram ao vivo ou pela TV aqueles times formidáveis. Incluo-me, apesar de ser um mero telespectador. Só tem uma coisa: o preparo físico dos jogadores atuais está anos-luz adiante dos jogadores daquela época.

Carla Santos

Jornalista, assessora de Fernando Albrecht, de quem foi colega no Jornal do Comércio. Atuou como chefe de Redação no Palácio Piratini, assessora de comunicação de diversos clientes. Hoje faz assessoria em mídias digitais para empresas e é editora do jornal de bairro Voz da Vizinhança.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »