Se vira nos 20

25 out • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Se vira nos 20

Acho que é a Bandeirantes que tem a chamada ”em 20 minutos tudo pode mudar”, e pode mesmo. Poderiam usar 2 minutos ou 2 segundos, mas é preciso erguer uma cerca bem definida não é mesmo? Lembro disso por algo que fascina e preocupa ao mesmo tempo, a velocidade com que as coisas e tecnologias mudam, e acelerando.

DA CAVERNA À INTERNET

É aquela coisa, a humanidade levou 2 milhões de anos para descer das árvores e sair das cavernas, 300 mil anos para usar ferramentas, 6 mil anos para inventar a escrita. De Gutenberg ao primeiro computador, passaram-se apenas 500 anos e menos de 30 anos para passar do telefone fixo ao celular, e menos de 10 anos para o smartphone.  Por isso, posso dizer que em 2 meses tudo pode mudar, a caminho para 2 semanas.

DE CINCO EM CINCO

Marcas de automóveis de ponta como a Rolls-Royce e a Mercedes Benz e outras montadoras europeias só lançavam modelos novos a cada cinco anos. Quem sempre gostou do “carro do ano” foram os americanos e, claro, os brasileirinhos. Mas bem de acordo com nossa cultura de levar vantagem em tudo, não raro as mudanças eram cosméticas, um farol mais redondo ou menos quadrado, um para-choque diferente, essas coisinhas de enganar trouxa para justificar aumento de preço.

BOTA NOS ARTIGOS MAS DEIXA O COMENTÁRIO ACIMA NAS NOTAS

PREPARE-SE

A Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor em agosto de 2020, mas não se iluda; ainda ouviremos falar muito nesse complexo universo do que pode e não pode no e-commerce e adjacências, quais as sanções para quem envia e-mails sem licença do usuário, a quem recorrer etc. Só para começar a conversa, leia o artigo que versa sobre a relação entre condomínios e a LGPD.

A ECONOMIA E SEU TRUMP

Desde a eleição de 2016 do presidente Donald J. Trump, a grande mídia afirmou que os Estados Unidos estão dando um grande salto para uma recessão. Bem, ainda estamos esperando que isso aconteça. Alguns economistas estão roendo as unhas, jurando que o piso financeiro vai cair neste ano, em 2020 ou 2021.

Talvez antes mesmo da eleição presidencial de novembro de 2020. Outros estão adotando uma atitude de esperar para ver. Eles não são negadores da recessão, estão apenas dizendo que provavelmente não acontecerá este ano, ou talvez não no próximo ano, ou talvez não no ano seguinte, mas… algum dia. (Extraído do Oxford Group, empresa de Consultoria brasileira nos EUA).

FAMILIAR, NÃO?

Essa de torcer pelo desastre e brigar com a notícia não vos soa familiar? Tipo cultura de um País abaixo da linha do Equador.

O BRASIL QUE FUNCIONA

A corretora de Seguros Padilla Seguros, com sede em Porto Alegre, completa em outubro 40 anos de atividades ininterruptas no mercado. Segundo o IBGE, cinco anos após fundação, mais de 60% das empresas fecham as portas. Uma minoria atinge três décadas e quem ultrapassa quatro décadas merece atenção.

INCLUSÃO

O Instituto Proteger promove amanhã Congresso Nacional que terá como tema “Inclusão Para Proteger”. O evento, que será realizado no auditório da Fadergs, em Porto Alegre, conta com apoio da Comissão Nacional da Infância e Juventude do IBDFAM e do IARGS. O foco será desenvolver o tema da inclusão de crianças, adolescentes, jovens e idosos com deficiência.
Para inscrições e mais informações, incluindo a programação completa: https://congressonacional.institutoproteger.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »