Salva de palmas

29 nov • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Salva de palmas

Os três palestrantes do Tá na Mesa da Federasul de ontem arrancaram aplausos na mesma intensidade da grande votação que fizeram. O senador eleito Luiz Carlos Heinze (PP), os deputados, federal Marcel van Hattem (Novo) e o estadual Coronel (do Exército) Luciano Zucco (PSL) foram interrompidos várias vezes. Somente Zucco, que falou sobre a criminalidade e seu combate, foi interrompido 10 vezes.

Vício de origem

Eu estava lá e fiquei impressionado com os aplausos. Durante anos, décadas até, vou a estes eventos corporativos e nunca vi tantos decibéis de palmas como ontem. Aliás, ultimamente tem sido uma constante que a “direita” tem encontrado públicos tão receptivos.

Os perigos do coitadismo

A proliferação de camelôs e ambulantes que não ambulam e até do comércio formal que vende produtos contrabandeados e falsificados se dá porque o consumidor brasileiro é pouco exigente, e o preço baixo vale mais do que sua própria saúde. Há casos em que brinquedos de origem asiática foram produzidos com lixo hospitalar ou dejetos tóxicos. Mas, o preço é baixo, os vendedores são “coitadinhos” e em nome deles os consumidores financiam o crime e tráfico internacionais. Ah, não é bem assim? Então veja abaixo.

Crime sem castigo

No livro “Lucros de Sangue” (Matrix Editora), a autora e consultora venezuelana-americana Vanessa Neumann, especialista em redes de comércio ilícito explica como a compra de produtos ilegais aparentemente inofensivos, como cigarros e combustíveis contrabandeados, bolsas e medicamentos falsificados, financia diversos crimes, alimentando o crime organizado em países como México, Paraguai e Brasil.

Nele, Neumann faz revelações surpreendentes sobre as atividades criminosas na Tríplice Fronteira – principalmente entre Brasil e Paraguai –, envolvendo o Primeiro Comando da Capital (PCC), maior facção criminosa do Brasil, e o grupo terrorista libanês, Hezbollah. As investigações de Neumann mostram ainda a associação de venda de produtos piratas à imigração ilegal via México para os Estados Unidos.

Vanessa conduz o leitor por casos variados e apresenta uma combinação de fatores que possibilitaram a formação de redes intrincadas de comércio ilegal. A autora também elenca as lições aprendidas e medidas que podem ser adotadas por todos nós. Para comprar o livro acesse: https://www.matrixeditora.com.br/nao-ficcao/politica-e-historia/lucros-de-sangue/

Ê ê ê fumacê….

Enquanto os defensores da liberação das drogas alegam que a maconha tem efeito em várias doenças e deveria ser liberada para uso medicinal, o deputado federal Osmar Terra (MDB), escolhido ontem como futuro ministro da Cidadania, explica que os danos do baseado são enormes, causando depressão e pode desencadear esquizofrenia.

…é uma roubada

A gente sabe disso, há anos os médicos advertem. Mesmo assim, os adeptos fazem um muxoxo e garantem que é fake. Olha, eu sou jornalista há 50 anos e fui repórter policial por dois, na época em que a droga mais pesada era Pervertin injetável (para ficar acordado). Conheci colegas que foram para drogas pesadas e que começaram com a maconha. Mas a loucura é geral e pouca coisa pode ser feita se estes suicidas não mudarem de ideia.

Por falar em Terra…

…foi uma grande escolha para integrar o governo Bolsonaro. Não existem muitas pessoas combativas como ele no mundo da política e da administração pública.

Festa na vela

Neste sábado, o tradicional Clube de Vela Jangadeiros vai assoprar as velinhas de 77 anos com jantar dançante e fogos de artifício. Paralelo a isso, o Clube convida todos os clubes da Capital a participar da Regata de Aniversário nas classes Oceano, Monotipos, Regata em Solitário e Velejaço. Vale lembrar que o “Janga” saiu da recente Copa Brasil de Vela, maior campeonato nacional, com três atletas campeões  e três vice-campeões.

Máquina de cartão

A Vero, rede de adquirência do Banrisul, está lançando um plano com máquina de cartão gratuita. Ao aderir ao Plano Free, o credenciado pode ter a máquina móvel da Vero (POS 3G + wi-fi), sem pagar aluguel nem mensalidade. O lojista também recebe o valor das suas vendas em um dia, com opção de receber no cartão pré-pago Visa Vero ou na conta corrente de sua preferência.

Aproveite

A Óptica Foernges está nos últimos dias da Black Week Foernges, com descontos de 20% a 50% em peças selecionadas. A ação é válida para as 7 lojas, todas em Porto Alegre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »