Retrato falado

3 abr • Caso do DiaNenhum comentário em Retrato falado

Barata caminhando sobre uma tela branca

Dotadas de pequenos pelinhos ultrassensíveis, as antenas captam odores e podem, dependendo da espécie, detectar a presença de água, álcool ou açúcar nas proximidades. Respiram por 20 aberturas laterais chamadas espiráculos, que levam o ar para o corpo todo. Assim, podem ficar horas sem oxigênio. E têm radar. Espinhos no traseiro dão informações detalhadas sobre ameaças: percebem movimentos sutis do ar e captam informações sobre possíveis ameaças, como localização, tamanho e velocidade.

Estou falando de baratas, mas cá entre nós e nosso cabeleireiro, não parece a descrição de algumas pessoas públicas que estão mamando e mandando na República há décadas?

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »