Primeiro estágio

19 mai • Caso do Dia, NotasNenhum comentário em Primeiro estágio

O primeiro durou cerca de três semanas, período em que as famílias até curtiam o isolamento, especialmente as crianças para quem as tinha. É provável que casais sem filhos tenham enchido as medidas em uma semana, pouco mais, pouco menos. Pelo menos casais casados há algum tempo e cumpridores do isolamento, ou seja, sem sair de casa esmo.
MK-0030-20 - Banners Parceria - 600x90 (1)

SEGUNDO ESTÁGIO

Para isolados com filhos a paciência começou a se romper da terceira para a quarta semana. Isso para quem não saiu do apartamento. Quem mora em casa não sentiu tanto. Fez tempo bom, sem chuva, e o frio intenso ainda não chegou para valer. E a paciência passou para a exasperação.

TERCEIRO ESTÁGIO

É aquele em que sair de casa duela a quién duela é maior que o temor de contrair o vírus.

THE DAY AFTER

Começará quando houver um surto de separações e divórcios, período antecedido por discussões brandas na ponta da civilidade, e agressões verbais e depois físicas na ponta oposta. Então começa a era do Não Dá Mais.

A VOLTA

A maior parte do serviço público e dos serviços tem data marcada para a volta presencial para 31 de maio. E assim com o Judiciário, Câmara de Vereadores de Porto Alegre, Assembleia e correlatos. Presumo que esse retorno do funcionalismo dê uma folga na internet, que está mais entupida que vaso de banheiro de pé-sujo. Já horas que ela titubeia a mostrar serviços, pelos quais pagamos caro.

DITADURAS DE MINORIAS

De algum tempo para cá, o impeachment  virou panaceia universal. Câmaras de Vereadores IMPICHAM prefeitos à reveria, deputados estaduais querem afastar governadores. E agora partidos e até pessoas físicas querem o impeachment do presidente. Como se fosse pedir o despejo de um inquilino. Na real, é apenas para mostrar serviço.

QUEM NÃO É VISTO…

…não é lembrado. O princípio básico da propaganda é levado muito a sério, mas uma seriedade bem-humorada pelo seu Vladimir. Apesar do frio outonal, ele vende terrenos em praia de Santa Catarina. Seu ponto é na Rua da Praia, imediações do prédio da Caixa. Vladimir garante que, apesar dos pesares, ainda vende, que é outro princípio de marketing: nunca diga que seu produto não vende.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »