Porco na correnteza

3 fev • A Vida como ela foiNenhum comentário em Porco na correnteza

Enchente do Rio Caí, anos 1960. Da barranca da margem oposta à cidade de São Sebastião do Caí, Matiel, um grupo observava a impressionante correnteza do rio que nasce em Cambará do Sul com o nome de Arroio Santa Cruz – nada a ver com a cidade. Depois de um tempo, a turma cansou de ver mais do mesmo e foi tomar cerveja na Sociedade de Matiel, todos menos um que ainda ficou observando as cheias.

O grupo começou a contar causos de enchentes passadas. Como sempre, exageros de corar frade de pedra. Teve de tudo, um homem que se escondeu num guarda-roupa e foi levado pela correnteza, berrando para que alguém abrisse a porta, castiçais boiando com velas acesas e por aí afora. Neste momento, o que ficara fora entrou no salão a tempo de ainda ouvir alguns atrocidades históricas. Então, ele resolveu dar sua contribuição.

– Pena que vocês não ficaram lá fora, uma vez. Vi uma com esses olhos que a terra há de comer que passou uma laje inteira boiando, e em cima dela um porco vivo apavorado como ele só!

Ganhou o campeonato. Com essa do porco boiando na laje, os causos pararam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »