Pelo tubo

25 set • Caso do DiaNenhum comentário em Pelo tubo

Se teve uma informação que deixou as redações cá do Sul perdidos na polvadeira foi na hora de fechar as matérias com o valor do dólar. Ele tanto subiu reto como um círio pascal até R$ 4,25 como depois caiu para abaixo dos quatro pilas. O problema foi que ninguém se acertava nas decimais, ou melhor, havia divergência nas decimais nas agências de notícias e nas edições online dos jornalões. É aquilo que sempre repito, o jornalismo hoje bebe das mesmas três ou quatro fontes. Então quando elas não se acertam, atrapalha o fechamento.

A concentração em poucas fontes (inclusive internacionais, e isso que já inventaram a internet) causou um efeito curioso nas redações. Mal comparando, é como narrar jogo de futebol pelo tubo. Finalmente inventamos o jornalismo imóvel.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »