Pânico do militante

19 jan • A Vida como ela foiNenhum comentário em Pânico do militante

 Como é ruim não ser preso. Idos de 1969. Após o AI-5, o Dops efetuou uma série de prisões de jornalistas engajados na esquerda. Um deles, brizolista de quatro costados e muito conhecido, esperou a sua vez. Avisou a família e o advogado do partido. Passaram-se os dias, todos os seus amigos e conhecidos foram chamados e ele nada. Cada vez mais nervoso, decidiu não esperar e se apresentou ao Dops. Deu seu nome. Um policial conferiu a lista de pedidos.

 – Olhe, aqui nada consta.

 Estupefato, porque sua militância era escancarada, pediu que checassem de novo.

 – Nada consta.

 – Como nada consta? – explodiu ele.

 – Estou lhe dizendo que o seu nome não está na lista – respondeu irritado o policial. – Se manda!

 – Olha deve ter um engano. Quem sabe…olha, não está na carteira de identidade, mas quem sabe faltou conferir com o sobrenome da minha mãe?

 Quase que o policial o prende por desacato. Mas na dúvida, conferiu a lista de novo com este detalhe. Nada. E mandou o jornalista embora. Este passou da indignação para o desespero. Como que ele não seria preso pelo Dops? O que diria aos colegas? Pior, os companheiros de luta poderiam desconfiar que não fora preso porque dedou a turma toda e se safou.

 Dormiu muito mal naquela noite. Imagina, um cara como ele não ser preso pela polícia política!

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »