• Quadro tenebroso

    Publicado por: • 31 mai • Publicado em: Caso do Dia, Notas

    Dos 114 restaurantes consultados pelo Sindicato de Alimentação de Porto Alegre (Sindha) 57,9% reabriram depois da autorizaçaoda prefeitura, enquanto 41,4% ainda não reabriram as portas no antigo modelo e apenas um fechou de vez. Dos que abriram, 98,5% tem movimento insatisfatorio, que não paga nem os custos.

    https://www.banrisul.com.br/bob/link/bobw00hn_promocao.aspx?secao_id=3310&utm_source=fernando_albrecht&utm_medium=blog&utm_campaign=bdcovid19&utm_content=centro_600x90px

    Pentacampeonato

    Só falta um para o Rio de Janeiro chegar lá. Já estiveram ou estão em cana os ex-governadores Anthony Garotinho, sua mulher Rosinha, Sérgio Cabral e Pezão. Falta só Wilson Witzler entrar no time para o estado ser pentacampeão. O Rio de Janeiro continua lindo.

    Em compensação….

    …a Polícia carioca está dando uma dura danada em que desobedece o isolamento. Surfistas que entram no mar são presos. Colocaram no camburão até mãe e filha de 14 anos nadadoras que treinavam no mar, conforme testemunhou o advogado e ex- jornalista gaúcho Aldo Renato Soares.

    Banco para pets

    O vereador Cris Moraes (PV) apresentou um projeto de lei que autoriza a prefeitura de Canoas a criar o Banco de Ração Municipal com o objetivo de auxiliar protetores e protetoras de pets em época de COVID-19, captando, armazenando e entregando as doações.

    Publicado por: Nenhum comentário em Quadro tenebroso

  • O conselho do Barão

    Publicado por: • 30 mai • Publicado em: Caso do Dia, Notas

    Comprar hoteis nestes tempos bicudos não parece ser exatamente uma boa ideia, certo? Tido como o maior investidor mundial,  George Soros acha que é. Há dias comprou uma rede mundial onde alocou um bom dinheiro. Compre na baixa é o primeiro mandamento. Como já dizia no século XIX o primeiro Barão de Rotschil, da dinastia de financistas, “quando há sangue nas ruas,  compro os imóveis delas”.
    https://www.banrisul.com.br/bob/link/bobw00hn_promocao.aspx?secao_id=3310&utm_source=fernando_albrecht&utm_medium=blog&utm_campaign=bdcovid19&utm_content=centro_600x90px

    De bate pronto

    O advogado Antônio Carlos Côrtes faz questão de saudar o Judiciário gaúcho pela rapidez mesmo em tempos de pandemia. Ajuizou processo de interdição na Vara de Curatela do Foro Central, às 14h12min do dia 26 e às 14h50min do dia seguinte o juiz Luis Gustavo Pedro Lacerda já havia despachado nomeado seu cliente Curador Provisório.

    Novo serviço

    Com cerca de um milhão de motoristas parceiros e um número não calculado de desistências devido à queda de demanda, o Uber criou um novo negócio. Se uma empresa não tiver como entregar seus produtos, o aplicativo lançou o Uber Flash, uma alternativa de ganho para seus motoristas.

    Publicado por: Nenhum comentário em O conselho do Barão

  • O toque do inferno

    tablet

    Publicado por: • 29 mai • Publicado em: A Vida como ela foi

    Meu tablet Samsung touch é perfeito para escrever em código. Digito uma tecla e ele escolhe a vizinha, ou outra de forma aleatória. Já pensei em me queixar para os Direitos Humanos em Genebra, Suiça, mas me aconselharam a não fazê-lo porque tablets se vingam. Em vez da tecla vizinha, botam até caracteres em sânscrito ou hieróglifos egípcios.

    Saudades relativas das máquinas de escrever. Não caía o sistema, nāo pegava vírus, nāo cansava os olhos nem perdiam-se textos inteiros. Só tinha que colocar fita nova de seis em seis meses. O máximo de sacanagem era fazer com que dedógrafos como eu enfiassem o indicador entre duas teclas em um momento de distração. Às vezes doía.

    Para dizer a verdade, elas só de deveriam ter a tecla delete.

    Imagem: Freepik 

    Publicado por: Nenhum comentário em O toque do inferno

  • Primeiro…

    Publicado por: • 29 mai • Publicado em: Caso do Dia, Notas

    O psicólogo americano Abraham Harold Maslow foi o criador da famosa Hierarquia das Necessidades Humanas, que utiliza uma pirâmide para demonstrar como o ser humano busca satisfazer suas necessidades (fisiológicas, segurança, afeto, estima e autorrealização). Para ele, primeiro precisamos realizar nossas necessidades fisiológicas (comida, moradia, saúde, emprego) para depois buscarmos a satisfação em autoconfiança, reconhecimento social, autocontrole, criatividade, entre outras coisas.

    …AS PRIMEIRAS COISAS

    Para Maslow, o ser humano cresce, se desenvolve, consome e busca a felicidade quando tem planos para a realização de seus sonhos. Em pesquisa recente realizada pelo time de Insights & Analytics Integrated Brasil do Google, os pesquisadores estão sugerindo que, por conta da pandemia, os seres humanos e, portanto, consumidores, estão voltando ao mais básico, criando uma nova estrutura em termos de necessidades.

    SERÁ PERMANENTE?

    Sem dúvida o consumidor pós-pandemia será diferente, mas me pergunto se será permanente essa mudança de cultura. Quando renda e produção voltarem ao normal, o que levará um bocado de tempo, creio que voltaremos aos velhos hábitos mesmo incorporando novos. Para mudar de vez precisa uma geração pelo menos.
    https://www.banrisul.com.br/bob/link/bobw00hn_promocao.aspx?secao_id=3310&utm_source=fernando_albrecht&utm_medium=blog&utm_campaign=bdcovid19&utm_content=centro_600x90px

    OS PERMANENTES

    Uma coisa é certa. A insistência chata de operadoras de telefonia dificilmente deixará de existir. Até porque, de todos os hábitos, o de falar mesmo sem necessidade, e até contando capítulos inteiros para a vizinha que não pode asistir a novela das nove, vai precisar de duas gerações.
    Se no tempo da telefonia fixa operadoras já ganhavam dinheiro com a conversa dos outros, imagina o que as de hoje faturaram e ainda vão faturar com a pandemia.

    O  MEU, O NOSSO AZAR

    O megainvestidor George Soros anda comprando hoteis. Ele sabe que o que hoje dá prejuízo amanhã voltará a ser rentável. Eu e você sabemos disso, mas infelizmente não temos bala na agulha nem para comprar uma pensão tipo “aluga-se quartos” de última.

    TONELADAS DE RUINDADE

    A TV paga está exibindo toneladas de filmes ruins, na maioria de procedência asiática, com outras de países do Leste europeu. As séries policiais de além-mar até que são interessantes, mas, com o tempo, começa a cansar o arquétipo iniciado pelos americanos, histórias paralelelas à trama. Quase sempre conflitos entre personagens ou conflitos caseiros
    O que separa as séries (e filmes) americanos das produçőes desses paises é a piada constante. O cara está morrendo e larga uma, e o coveiro de prontidão conta outra. Sem falar no fuck you e shit a cada 20 segundos.

    Publicado por: Nenhum comentário em Primeiro…

  • Pensamento do Dias

    Publicado por: • 29 mai • Publicado em: Caso do Dia

    Se alguém engana alguém uma vez, a culpa é dele. Se engana outra vez, a culpa é do outro.

    Publicado por: Nenhum comentário em Pensamento do Dias