• Vamos, mas voltamos

    Publicado por: • 4 dez • Publicado em: Notas

    Um dos problemas desse Brasil é que, se você analisar bem, nossas crises cíclicas servem para melhorar as coisas mas, passado algum tempo, o País volta ao mesmo ponto onde estava. Igual aos motociclistas do antigamente chamado Globo da Morte. Tanto furor para ficar sempre no mesmo lugar.

    Publicado por: Nenhum comentário em Vamos, mas voltamos

    O perdão faz o ladrão.

    • Provérbio latino •

  • Sete homens e um baile

    Publicado por: • 3 dez • Publicado em: Caso do Dia

       É preciso ser muito ingênuo para achar que os 150 homens da Força Nacional de segurança consigam conter a criminalidade em Porto Alegre, o que dirá da Região Metropolitana. Tirando um impacto inicial em uma ou outra intervenção pontual, não tem como. A ressaca vai ser pior. Com todo o respeito, eles não saberiam nem ir do Centro ao bairro Partenon sem GPS.

      É o mesmo romantismo que leva o leigo a achar que o Exército nas ruas assusta o Crime S.A. Nem assusta, nem teme. Levariam um baile porque não são preparados para isso. Estão vendo muitos filmes, como um dos anos 1960, 7 Homens e um Destino. Botar uma tropa de choque para o dia a dia só funcionou com o ator Yul Brynner.

    Publicado por: Nenhum comentário em Sete homens e um baile

  • A troça do troço

    Fernando Albrecht fala sobre os gnomos que bagunçam a sua bolsa no Face

    Publicado por: • 3 dez • Publicado em: Caso do Dia

       Estou cansado dos gnomos. Os incréus os chamam de Murphy e suas leis. Não mesmo. E são malvados, com DNA e PhD de malvadeza. Vejam o meu caso. Tenho uma bolsa – que fica no carro e, depois, no jornal – na qual carrego o que poderia alimentar um brechó inteiro, de tíquetes de não sei para quê, carregadores, material para limpar óculos, clipes, deixa eu dar uma espiada o que mais…ah sim, filtro solar, barras de cereal e sabe Deus o que mais. Até acho que nem ele sabe, concordo, mas os gnomos fizeram da minha bolsa buracos negros astronômicos.

      Fui procurar um troço. Revirei, revirei, e não achei. Era o filtro solar. E olha que a embalagem é cor de laranja. Simplesmente desapareceu. Desisti. Cheguei no jornal e procurei outro troço, o carregador do celular. Ao abrir o zíper a primeira coisa que vi foi o vistosa embalagem do filtro solar. Agora, era tarde.

      Só que não achei o outro troço. Desisti de carregar o celu no jornal. Cheguei em casa, abro o zíper e qual foi a primeira coisa que vejo? O maldito carregador.

      Os gnomos estão fazendo troça com meus troços.

    Publicado por: Nenhum comentário em A troça do troço

  • Impeachment de Dilma

    Publicado por: • 3 dez • Publicado em: Notas

    Com o pedido de impeachment de Dilma despachado, o presidente da Câmara atravessou o seu rio Rubicão. De certa forma, o Brasil também. Sem entrar muito no mérito, sei não. Até ontem às 16h, tempos difíceis nos aguardavam. A partir das 16h, tempos mais difíceis nos aguardam.

    Publicado por: Nenhum comentário em Impeachment de Dilma