Os salvadores da Pátria

22 jan • Caso do DiaNenhum comentário em Os salvadores da Pátria

O marasmo, a calmaria reinante no sentido de informação nova, que não seja desgraceira ou repeteco das Lava Jato & Cia Ltda, está abatendo até o jornalismo de interjeição. Comumente empregado nas emissoras de rádio e TV, essa forma de comunicação consiste em repetir óh! e variáveis mais prolongadas, como “mas onde vamos parar?” e a fórmula mais comum de salvar a Pátria amada idolatrada salve salve, a surrada expressão “Alguém tem que fazer alguma coisa!”.

Normalmente, quando cometem soluções de afogadilho, sai cacaca das grandes. Enfim, vivemos a época de mais do mesmo, como o Bolero de Ravel. Confira no

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »