Os malucos

10 fev • A Vida como ela foiNenhum comentário em Os malucos

“…o passageiro entra em pânico e começa a rezar, pede para o cara parar”

Há dias comentei na página 3 do Jornal do Comércio que o número de malucos no trânsito está aumentando de tal maneira que em breve eles serão maioria e nós, os normais, é que seremos acusados pelas tragédias. Lembrei de duas piadas antigas sobre o tema. Em uma, o sujeito entra com seu carro na Free Way na contramão e afunda o pé. Com o rádio ligado, ele ouve uma notícia urgente dando ciência que há um maluco na contramão na via expressa. Ele então pega o celular e liga para a emissora.

– Avisa aí que não é só um doido, são centenas!

Na outra história, porto-alegrense apanha um táxi em Ipanema, Zona Sul, e manda tocar para o aeroporto Salgado Filho. O taxista aciona o taxímetro e se manda à toda sem parar em nenhum sinal vermelho, passa todos na sua roleta russa motorizada. O passageiro entra em pânico e começa a rezar, pede para o cara parar e nada, ele só vai. O último sinal antes do aeroporto está no verde. Surpreendentemente, o motorista pisa forte no freio e para bem embaixo da sinaleira.

– Mas o que é isso, seu! Passas em todos os sinais vermelhos e para justo no que está aberto para ti? Qual é a lógica?

O taxista o olha pelo retrovisor.

– A lógica é que poderia vir um colega maluco por aí…

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »