Os ataques de Lacerda

3 out • A Vida como ela foiNenhum comentário em Os ataques de Lacerda

carlos lacerda

Carlos Lacerda foi um dos únicos políticos brasileiros a se sair bem como governador do Rio de Janeiro e como deputado federal pelo mesmo estado. É difícil alguém se dar bem no Executivo e no Legislativo. Dono de uma das línguas mais afiadas da história deste País, Lacerda não fazia prisioneiros e com ela irritava até o mais paciente dos inimigos. Sua fama era nacional.

Em 1965, o Rio Grande do Sul foi atacado por uma praga, um inseto minúsculo que se abrigava em sebes e arbustos, inclusive nas praças urbanas. Quando se passava por uma colônia eles se aninhavam no cabelo das pessoas, que tirava qualquer um do sério. O apelido dado ao inseto pela população foi “lacerdinha”.

Mas era no jornal Tribuna da Imprensa que sua pena era implacável, tão implacável quanto sua língua como deputado federal. Certa vez, ele atacou um adversário de tal forma que a vítima interrompeu seu discurso.

– O que Vossa Excelência diz de mim entra em um ouvido e sai pelo outro.

Lacerda devolveu na hora.

– Impossível. O som não se propaga no vácuo.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »