Os arquivos de Bin Laden

23 jan • NotasNenhum comentário em Os arquivos de Bin Laden

Leio que a CIA divulgou alguns documentos achados na casa onde Osama Bin Laden encontrou o paraíso. Os arquivos revelaram que ele estava preocupado com a impaciência do Exército Islâmico, então recém-começando suas diabruras. Mas a parte que achei mais interessante foi o conselho que ele deu para os soldados da Al-Qaeda, que não havia problema perante Alá em se masturbar.

Nada de insólito nisso, pelo menos para minha geração e as anteriores. Nós sofremos o diabo com a palmita de la mano, ou o vício (!) solitário como era a definição clássica, ou o caminho para o inferno, segundo a Igreja Católica e os nossos confessores, ou o perigo de crescer cabelo na palma da mão, segundo as mães advertiam os filhos. Cansei de acordar de pesadelos infernais, com Belzebu me espetando com um tridente em brasa.

Era pecado mortal, mortalíssimo. O mal que a Igreja fez para inúmeras gerações com essa visão atrasada, que para corações mais sensíveis furou para sempre e as fez sofrer pelo resta da vida. Então quero dizer que, por esse lado, o Bin Laden estava absolutamente certo.

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

FacebookTwitter

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »