Onde andarão?

13 out • Notas3 comentários em Onde andarão?

O jornalista Fernando Albrecht pergunta: onde andam os defensores da derrubada do Muro da Mauá em Porto Alegre agora com as cheias do Lago Guaíba?
  Onde andarão os defensores da derrubada do Muro da Mauá em Porto Alegre, de ontem e de hoje, que sempre sustentavam a tese estapafúrdia de que era remotíssima ou até inexistente uma nova enchente como a de 1941? Onde andam os que sustentavam que os empreendedores da revitalização do Cais Mauá não derrubavam o Muro para elitizar o acesso ao complexo quando pronto, separando “pobres” e “ricos”?
  Como este é um país de desmemoriados e a cultura histórica cabe num dedal, pouquíssimos sabem que o Muro, a avenida que antes se chamava Castelo Branco, as casas de bombas ao longo dela foram feitos graças a um estudo de um grupo de técnicos alemães que aqui estiveram, em 1967.

Artigos Relacionados

3 Responses to Onde andarão?

  1. Jeferson Thomas disse:

    Fernando, volta e meia te vejo comentando sobre esse projeto dos alemães da década de 60. Já procurei este projeto e não encontrei – tu sabe se há alguma publicação em que se possa encontrar a íntegra?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »