O substituto, quem será?

17 fev • NotasNenhum comentário em O substituto, quem será?

A mudança? Como até a Santa Madre diz que esse indigitado cidadão não existe enquanto pessoa física e nem jurídica – para a Igreja, o inferno não tem castigo físico, como nos aterrorizavam, mas é a “privação de Deus”. Muito bem, que assim seja. Mas o que se bota no lugar de “Diabo”?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »